The Church of Jesus Christ of Latter-day Saints

Mormon Temples

Crenças Básicas

A Natureza de Deus

Uma das supremas doutrinas de A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias é a crença em Deus o Pai; no Seu Filho, Jesus Cristo; e no Espírito Santo. Os três juntos formam a Trindade. São três seres distintos, mas “um” em propósito.

Cristã

A Igreja é cristã, mas não é nem católica nem protestante. Em vez disso, é a restauração da Igreja de Jesus Cristo conforme originalmente estabelecida pelo Salvador.

Autoridade do Sacerdócio

A Igreja enfatiza a necessidade de uma autoridade divina. Tal como Joseph Smith, o primeiro profeta e presidente da Igreja, ensinou: “Um homem deve ser chamado por Deus, por profecia e pela imposição de mãos, por quem possua autoridade, para pregar o Evangelho e administrar suas ordenanças”. A autoridade para agir em nome de Deus é chamada de sacerdócio.

Primeiros Princípios

Os primeiros princípios e ordenanças do evangelho de Jesus Cristo são: "primeiro, Fé no Senhor Jesus Cristo; segundo, Arrependimento; terceiro, Batismo por imersão para remissão de pecados; quarto, Imposição de mãos para o dom do Espírito Santo", também  chamada de confirmação na Igreja. O batismo é realizado segundo o modelo bíblico de imersão e é para a remissão dos pecados. Uma vez que as crianças pequenas são incapazes de pecar, elas não são batizadas até terem oito anos, idade em que se tornam responsáveis pelos seus atos.

Revelação Contínua

A revelação divina que dirige toda a Igreja provém de Deus e chega até nós  por meio  do Presidente da Igreja. Os presidentes da Igreja, ao longo dos anos, desde a restauração em 1830, têm sido e continuam a ser vistos pelos  santos dos últimos dias como profetas, à semelhança de Moisés, Abraão, Pedro e outros líderes bíblicos. Os pais também têm o direito de receber revelação para a sua família e cada indivíduo tem o direito de receber revelação divina para enfrentar desafios pessoais.

Escrituras

Além da versão da Bíblia do Rei Tiago, os mórmons consideram o Livro de Mórmon: Um Outro Testamento de Jesus Cristo, um livro de escrituras igualmente inspiradas por Deus. A Bíblia e o Livro de Mórmon são usados lado a lado no currículo da Igreja com um outro livro de escrituras autorizado:  Doutrina e Convênios, uma compilação de revelações; e a Pérola de Grande Valor, uma seleção de revelações, traduções e escritos do Profeta Joseph Smith.

O Propósito da Vida

Cada um de nós é, literalmente, um filho de pais celestes, com quem vivemos na nossa vida pré-mortal, antes de nascermos na mortalidade. Por meio do plano divino de Deus, viemos à Terra para receber um corpo físico, obter experiência e provar que somos dignos de voltar a  viver com Ele eternamente. Por meio da ressurreição de Jesus Cristo, todos ressuscitarão e, devido a Sua expiação, todos poderão beneficiar-se da Sua graça, Seu amor, Sua misericórdia e Seu  perdão.

A Família e o Casamento

Os relacionamentos familiares são essenciais no evangelho de Jesus Cristo. “A Família: Proclamação ao Mundo”, emitida pela Primeira Presidência e pelo Quórum dos Doze Apóstolos em 1995, proclama que “o plano divino de felicidade permite que os relacionamentos familiares sejam perpetuados além da morte. As ordenanças e os convênios sagrados dos templos santos permitem que as pessoas retornem à presença de Deus e que as famílias sejam unidas para sempre”.   Desse modo,  além  de seus milhares de capelas, a Igreja constrói templos pelo mundo afora, onde os membros fiéis podem receber essast singulares e sagradas ordenanças familiares.

Moralidade

A Igreja segue a lei do Salvador de estrita moralidade. Os membros fiéis da Igreja vivem os princípios da honestidade, integridade, obediência às leis, castidade antes do casamento e fidelidade no casamento. A Igreja é contra o aborto, a pornografia e os jogos de azar.

Código de Saúde

“A Palavra de Sabedoria”, um código de saúde revelado a Joseph Smith em 1833, adverte-nos contra o consumo de tabaco, bebidas alcoólicas, chá e café e enfatiza os benefícios de uma alimentação saudável e da boa forma física e espiritual. A Igreja adverte-nos em relação ao abuso e consumo indevido de todo o tipo de drogas – ilegais ou legais.

Dízimo e Ofertas de Jejum

A Igreja segue o princípio bíblico do dízimo, que consiste na contribuição de dez por cento dos nossos rendimentos. Os dízimos dos membros permitem à Igreja o financiamento da construção de edifícios e o financiamento de programas de educação e bem-estar, da obra missionária, de projetos humanitários e outros programas. É requerido dos membros da Igreja que jejuem por duas refeições uma vez por mês e que doem o dinheiro que gastariam nessas  refeições, ou mais, para ajudar os necessitados.

A Obra Missionária

A Igreja aceita o convite do Salvador de ir “por todo o mundo” e partilhar as bênçãos do evangelho (ver Marcos 16:15). Consequentemente, a Igreja tem mais de 50.000 missionários de tempo integral servindo pelo mundo. A maioria são homens e mulheres com cerca de vinte anos, mas também existem casais missionários. Todos aceitaram o chamado dos líderes da Igreja e servem, à sua própria custa, por um período de 18 meses a 2 anos.

O Serviço na Igreja

Os profetas ensinaram que “quando estais a serviço de vosso próximo, estais somente a serviço de vosso Deus” (Mosias 2:17). A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias não possui um clero remunerado, dando a milhões, pelo mundo inteiro, a oportunidade de crescer por meio do serviço cristão prestado a outros.

Facebook Twitter Google+